Sunday, November 05, 2006

nascido para matar

o jeg foi concebido para serviço militar. acabou como "excesso de contigente", por contigências muito pouco esclarecidas até hoje.

1 comment:

Ed said...

Um amigo meu, militar aposentado, disse-me, confiando-me segredos militares em pré-coma alcóolica, que nosso exército varonil chegou a testar na década de 80 Jeg e Gurgéis (inclusive um raríssimo exemplar 4x4) para posterior incorporações ao front na década de 80. Mas um espírito de porco descobriu nos manuais de guerra brasileiros uma portaria, artigo, lei, ou seja lá o que era, um aproibição de incorporação às tropas nacionalistas de veículos com motores traseiros. Sendo assim, a missão foi abortada mas, este meu amigo (que Deus o tenha) marcou com lágrimas nos olhos a saudade dos tempos que passava na Serra do Mar na companhia de seu Jeg (o automóvel, bem entendido).