Saturday, October 19, 2013

é do caribe?



em badalado site de anúncios lê-se venda ou troca de raríssimo jipe vw caribe 1977, que posteriormente foi fabricado pela dacunha com o nome de jeg(sic!)
 não quero ser leviano. mas, até prova em contrário, muito provavelmente eis um grande equívoco ou um desvio de certidão pelo subterfúgio da exacerbação da avis rara - para justificar o preço pedido? - que pode se considerar elevado tendo em conta o estado do carro- de vinte mil reais.

neste blog já vimos os que as pessoas fazem - de forma trôpega até - para valorizar os jegs: ou os desfiguram com adaptações pra lá de discutíveis ou apelam para a geografia das possibilidades remotíssimas.

neste caso, via e-mail, de forma bastante atenciosa, o vendedor afirma que grafado está nos documentos  VW/CARIBE JEEP 1977, e que só conheceu dois carros com esta denominação. porém, na referida plaqueta não está explicitado o codinome caribe, que é a grande questão. vamos seguir apostando que a documentação - tal como acontece no registro de pessoas - traz denominação trocada. pois não se tem notícia da fabricação pela dacunha de tal caribe. porém, como os percalços na vida do jeg - e das informações desencontradas - não são poucos vamos seguir caminho para ver até onde vai esta história que de qualquer maneira é grande: grande equívoco ou um grande achado, como se já não o fosse o próprio jipe jeg dacunha qualquer que seja seu estado tal a produção em migalhas do mesmo.

2 comments:

flavio ferreira said...

Venho através deste manifestar toda minha decepção com voce ao ler seu blog, blog esse o qual nada jornalisticamente relata todos os Jegs no Brasil, digo no Brasil, pois os do exterior não vi voce criticando! Existem aberrações ao "reformarem" seus Jegs sim, existe.
Mas hoje apos por acaso ver sua matéria vi que toda a educação que teve comigo ao trocarmos mais de uma dezena de emails voce não aplica nos seus textos que somente cricitam!
Mas esperar o que dos brasileiros, ne.
Att.
Flávio Ferreira Santos

celso muniz said...

respondi em privado, para poupar os raros leitores, entre eles nem a minha mãe, de chorumelas.

porém, a quem interessar possa, eis o que se passa, e o que seu texto não observou:

http://voudejeg.blogspot.com.br/2014/08/o-que-e-que-nietzsche-tem-ver-com-o-jeg.html

http://voudejeg.blogspot.com.br/2014/01/tem-canguru-na-dinamarca-bom-no-banco.html

http://voudejeg.blogspot.com.br/2014/01/porque-seguir-tendencias-e-sempre-uma.html

http://voudejeg.blogspot.com.br/2014/01/como-se-diz-puta-que-o-pariu-em.html